Planos de autogestão
Escrito por Equipe Fenadados  07/07/2016
#TireAsMaosDaNossaGeap - Entidades definem ações em defesa da Geap
Crédito : Felix Pereira/Fenadados

Na tarde desta quinta-feira, 7/7, as entidades representantes dos/as trabalhadores/as beneficiários da Geap Autogestão em Saúde se reuniram na sede da Fenadados, em Brasília. Estiveram presentes membros da CUT, Condsef, Anprev, Sindsep-DF, CNTSS, Fenasps e Sindsprev RJ, RS e SP. A federação foi representada pela secretária das Mulheres Trabalhadoras, Socorro Lago, que também integra o Confis - Conselho Fiscal da operadora.

 

Diversos assuntos foram tratados na reunião, entre eles, ações em defesa da operadora e as intervenções do governo golpista de Michel Temer na atuação do Conselho Fiscal. De acordo com o Estatuto da Geap, o Confis é autônomo, no entanto, o Conad - Conselho Administrativo imposto pelo governo interino tem impedido o trabalho de fiscalização dos conselheiros fiscais.

 

Na reunião de hoje, algumas medidas foram definidas pelas entidades, como a realização de uma jornada de luta em defesa da Geap. O objetivo das iniciativas é proteger o patrimônio dos beneficiários, único financiador da operadora. Além disso, pretendem preservar a atuação social da Geap, que tem permitido que trabalhadores/as de diferentes faixas etárias, bem como suas famílias, tenham acesso a serviços de saúde dignos a preços acessíveis.

 

O reajuste de 37,55% das mensalidades, imposto pelo governo golpista, tem feito com que vários beneficiários tenham que abrir mão dos planos de saúde. Muitos assistidos inclusive interromperam os tratamentos que vinham fazendo. “Temos ouvidos vários relatos desesperados de pessoas que já não podem mais pagar o plano de saúde por conta do aumento abusivo. Abrem mão mesmo precisando muito dos seus serviços. Então, vamos lutar para defender a Geap, que é nossa e tem sido essencial para a saúde do trabalhador”, comenta Socorro Lago.

Agenda

Assista ao vídeo produzido pela Fenadados em apoio às mobilizações marcadas para este 8 de março e contra as reformas da previdência e trabalhista.

Fenadados no Facebook


Entre em contato