Notícias
Escrito por FENADADOS  27/02/2019
Campanha Salarial Serpro - Aprovada pauta de reivindicações nacional

Após a realização das assembleias estaduais, o cômputo dos votos dos trabalhadores e trabalhadoras do Serpro determinou, por maioria, pela aprovação da pré-pauta construída pela Fenadados, sindicatos filiados e FNI, sem inclusões/alterações.


Os
trabalhadores do estado do Piauí reivindicaram inclusões e/ou alterações em cláusulas sociais, mas os demais sindicatos, SINDPD-AP, SINDPD-AM, SINDADOS-BA, SINDPD-CE, SINDPD-DF, SINDPD-ES, SINDPD-MA, SINDADOS-MG; SINDPD-PA, SINDPD-PB, SINDPD-PE, SINDPD-RJ, SINDPD-RN, SINDTIC-SE e SINDPPD-RS, enviaram resultados das assembleias acatando integralmente a pré-pauta.

Estados que aprovaram as reivindicações econômicas conforme pré pauta (acordo por dois anos com índices definidos para os dois anos): SINDPD-AP, SINDPD-AM, SINDPD-CE, SINDPD-DF, SINDPD-ES, SINDPD-MA, SINDPD-PA, SINDPD-PB, SINDPD-PI, SINDPD-RN e SINDPD-RJ.

Estados que propuseram alterações nas cláusulas econômicas: SINDADOS-MG APLICAÇÃO DO IPCA para o período 2019/2020; SINDPD-PE GANHO REAL DE 6% PARA O PIB para os dois períodos 2019/2021, SINDPPD-RS e SINDADOS-BA, propõem negociação para as cláusulas econômicas 2020/2021.

Foi aprovada, por maioria (SINDPD-AP, SINDPD-AM, SINDADOS-BA, SINDPD-CE, SINDPD-PA, SINDPD-PB, SINDPD-PE, SINDPD-PI, SINDPD-RN, SINDPD-RJ e SINDPPD-RS), a proposta da Contribuição para Custeio Sindical. Estados que não aprovaram a taxa assistencial: SINDPD-DF e SINDADOS-MG. Estado que aprovou a taxa assistencial com alteração: SINDTIC-SE – queria incluir a CUT na distribuição.

A autorização de busca de mediações caso ocorra, por parte da empresa, movimentações que expressem o interesse em retirada de direitos e/ou implementação da Reforma Trabalhista via Acordo Coletivo de Trabalho, ficou para ser debatida em outro momento.

A pauta de reivindicações 2019/2021 será protocolada no dia 28 de fevereiro de 2019, nas dependências do Serpro, em Brasília.

 

Agenda

Assista ao vídeo produzido pela Fenadados em apoio às mobilizações marcadas para este 8 de março e contra as reformas da previdência e trabalhista.

Fenadados no Facebook


Entre em contato