Notícias
Escrito por FENADADOS  14/01/2019
Serpro - Relato reunião PAS

Ocorreu em 8 de janeiro de 2019, às 15 horas, por vídeo conferência, a primeira reunião da Comissão Paritária de Saúde a ser realizada no ano. Dentre outros temas relacionados ao PAS/Serpro foi pautado também o índice de reajuste anual do Plano de Saúde previsto pelo regulamento para ser efetivado no mês de dezembro/2018. 

A representação dos trabalhadores participou da referida reunião no mesmo formato e com a mesma postura que sempre teve em buscar o diálogo na busca de garantir a qualidade dos serviços do PAS e o menor índice de reajuste possível. Após o Serpro apresenta o estudo atuarial e a documentação referente ao exercício do PAS em 2018, aconteceu um intenso debate considerando a afirmação do atuarial onde explicita que para o equilíbrio total do PAS é necessário um índice de reajuste que varia de 44% a 73%. Diante dessa situação a Comissão Paritária passou a analisar os vários cenários apresentados pelo estudo, como também, suas possibilidades de reajuste, as dificuldades e a devida sustentabilidade do Plano. 

A Comissão Paritária de Saúde apesar de compreender as dificuldades pelas quais os trabalhadores estão passando com arroxo salarial e perdas de direitos, não pode deixar de participar efetivamente dessa discussão e consequentemente do resultado. Por isso, durante toda a reunião esteve fazendo a defesa do usuário e seus dependentes para que o PAS saia fortalecido e que o índice de reajuste seja o menor possível. 

A empresa, inicialmente, apresentou a proposta de 20,95% de reajuste. A Fenadados reagiu e a Comissão Paritária construiu o consenso em torno de uma contraproposta de não ultrapassar os 15%, no índice, que o Serpro, se necessário faça um aporte de verba para equilíbrio do PAS em 2019, e que o Serpro juntamente com a Fenadados e o corpo funcional implemente ações efetivas capazes de dar continuidade a sustentabilidade do Plano através do custo benefício equilibrado, inclusive com a implantação imediata do home care, que resolverá os altos custos da internações principalmente de pessoas idosas. 

Clique aqui e leia o Estudo atuarial para melhor compreensão.

Clique aqui e leia a Ata

 

 

 

 

 

Presidente da Fenadados, Carlos Alberto Valadares (Gandola) alertou os deputados, na Assembléia Legislativa do Pará, que a venda do Serpro e da Dataprev colocará em risco a paralisação do governo, caso empresa privada descumpra contrato. Também lembrou que o comprador terá exclusividade na prestação do serviço ao governo, acabando com a isonomia no mercado, que hoje através de licitações se habilita a prestar os serviços de informática.

Fenadados no Facebook


Entre em contato