Notícias
Escrito por FENADADOS  01/12/2017
DIRETOR FINANCEIRO DA DATAPREV RESPONDE POR IMPROBIDADE

A diretoria do Sindpd-RJ apurou, sem qualquer margem para dúvida, que o diretor de Finanças e Serviços Logísticos da Dataprev, Júlio Cesar de Araujo Nogueira, responde a processo na 8ª Vara Federal de Brasília, e, por não ter apresentado defesa consistente, pode ser considerado culpado, uma vez que já ocorreu, em dezembro de 2016, publicação no diário oficial a respeito da decisão judicial que determinou o “prosseguimento da ação a revelia desse réu específico”.

Júlio Cesar foi denunciado por improbidade pelo Ministério Público Federal em 2012, quando exercia o cargo de Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração do Ministério da Agricultura.

O diretor em questão tem fama de falastrão entre os funcionários da Dataprev, que comentam nos corredores do seu hábito de afirmar que teria costas quentes e seria poderoso, a ponto de – segundo relatos – alardear que vai haver demissões na empresa.

A Dataprev e seus trabalhadores e trabalhadoras não merecem passar por isso. Todo os esforço conjunto para colocar a empresa entre as melhores e mais produtivas do País corre o risco de vir por água abaixo com a entrega das finanças em mãos de quem tem muito a explicar, uma vez que responde justamente por improbidade.

Enquanto tudo isso ocorre escancaradamente, os trabalhadores e trabalhadoras amargam uma campanha salarial injusta, na qual a empresa não fez qualquer esforço para recompor os salários e benefícios dignamente, e nega até mesmo a reposição pelo índice da inflação acumulada no período da data-base da categoria.

Estamos atentos!

Fontes pesquisadas e apuradas:

1) site Politiquês

2) Metro Jornal

 SITE SINDPD-RJ www.sindpdrj.org.br

 

Ex senador Lindberg Farias em defesa do Serpro e da Dataprev e contra as Privatizações

Fenadados no Facebook


Entre em contato